São gonçalo assina convênio com o consulado francês para criação de escola bilíngue
Nesta quinta-feira (9), a Prefeitura Municipal de São Gonçalo recebeu o Cônsul da França, Jean-Paul Guilhaumé, para assinatura de um convênio, através da Secretaria Municipal de Educação, para a criação de uma escola bilíngue no município. A unidade contemplada será a Escola Municipal Nice Mendonça de Souza e Silva, localizada no bairro Venda da Cruz, e o processo de implementação deve ser feito no início de 2020. O prefeito da cidade, José Luiz Nanci, realizou a assinatura do termo.

Os alunos da escola formaram uma grande plateia e recepcionaram, em francês, o cônsul Jean-Paul e aplaudiram muito a assinatura do convênio franco-brasileiro, que irá proporcionar um aprendizado com maior qualidade da língua francesa.

Atualmente, a Escola Nice Mendonça tem 306 alunos matriculados no primeiro segmento (1º ao 5º ano), no turno da manhã e tarde, e conta com um elevador para atender alunos com necessidades especiais, que no momento são três. É a única escola do município a ter em sua grade curricular aulas de francês, mas para se tornar uma escola bilíngue, é necessário um tipo de ensino que proporcione a competência para usar a segunda língua em situações acadêmicas e sociais. A definição da carga horária também deve obedecer às determinações da língua oficial do país. Por isso precisam funcionar em horário integral. Além disso a vivência da língua estrangeira é feita pelos alunos de forma mais intensa e com algumas disciplinas ministradas no idioma em questão.

A assinatura do convênio vem a ser uma oportunidade de reforçar os laços entre a França e São Gonçalo na área da Educação e vai permitir aos alunos a não só aprender a língua francesa, mas também terem diversas atividades em francês. Antes mesmo da assinatura do convênio, o consulado da França já vinha proporcionando uma formação aos professores de língua francesa da escola Nice de Mendonça, levando-os a conhecer outras realidades, onde já existe a parceria, como o Amazonas, Brasília e, em breve, uma visita à França.

O cônsul francês, Jean-Paul Guilhaumé, diz estar muito feliz com a assinatura do convênio. "Vejo com esta parceria uma grande chance para os alunos conhecerem outro idioma, terem melhores condições de entrar no mercado de trabalho e conseguirem um bom emprego. Estamos também preocupados com a formação dos professores, ser professor não é somente conseguir entrar em uma universidade, onde vai aprender como ensinar, mas sim se capacitar durante toda a sua vida profissional, pois sempre surgirão novos métodos de ensinar, principalmente quando se trata de uma língua estrangeira. Vejo como muito importante ter esse foco sempre na capacitação", declarou.

Marcelo Azeredo, secretário municipal de Educação, declara. "É com muito prazer que estamos assinando o convênio com o consulado francês, onde vamos ter a primeira escola bilíngue de São Gonçalo, português/francês, que é um desejo do prefeito José Luiz Nanci, de entrar em funcionamento no ano que vem, neste caso em horário integral", conta.

O prefeito José Luiz Nanci completa: "Estar instalado no Condomínio Minha Casa minha Vida, com um número muito grande de famílias, mostra o quanto estamos pensando na nossa população, oferecendo para eles uma escola bilíngue que será de tempo integral. Para a Educação de São Gonçalo é algo grandioso, um divisor de águas. Daqui para a frente outras escolas virão com esse formato, proporcionando uma qualidade cada vez melhor de ensino para nossos alunos", finalizou Nanci.

Dayana Rafael, coordenadora do projeto bilíngue afirma: "O convênio é muito importante para o nosso aprendizado, pois investe na nossa formação e nos proporciona conhecer novas técnicas, além de aprender com outros professores, que já estão atuando no segmento de ensino bilíngue. O consulado francês tem investido na nossa formação, por isso ao se realizar o convênio, com mais investimentos, tudo isso irá impactar na qualidade do ensino para os alunos. Visitamos Manaus e Brasília, foi importante para conhecer duas realidades opostas, em Manaus uma escola pública, já em Brasília uma particular, e tudo isso nos acrescenta conhecimento para ser moldado e aplicado à realidade de São Gonçalo", finalizou Dayana Rafael.

Para Rosana Souza de Melo e Castro, diretora da escola, o idioma francês é bem aceito pelos alunos. "As crianças adoram. Desde a abertura do colégio no ano passado, as aulas de francês já estavam na grade curricular. Com a assinatura do convênio, a escola passará a ser uma escola bilíngue português/francês. O interesse da prefeitura é começar no início do próximo ano, com os alunos que temos matriculados, mas atualmente todos os 306 alunos já tem aula de francês, inclusive eles gostam muito, diversas vezes fazem seus pedidos na secretaria em francês. Tenho como esperança que a criação da escola proporcione aos alunos um futuro melhor profissionalmente" falou Rosana Souza.

O evento contou com os integrantes da Orquestra Municipal de São Gonçalo, Leonardo Lobo (teclado) e Ricardo Silva (sax), sob a coordenação de Marcelly Sueth.

Estiveram presentes ao evento, a Chefe de Gabinete, Eliane Gabriel; Fernando Peres, subsecretário de Planejamento Educacional; Tatiana Félix, subsecretária de Educação Infantil e Inclusão, representando também o Conselho Municipal de Educação; Evanildo Barreto, secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciências e Tecnologia, Agricultura e Pesca e Trabalho; Andrea Machado, subsecretária de Políticas Públicas para a Mulher; Everson Fernandes, subsecretário de Posturas; Gisele Herdy Dutra, subsecretária de Ações Pedagógicas; Janaína Nogueira, subsecretária de Gestão e Pessoal; Marcelle Corrêa, subsecretária de Comunicação; Adriano Borgês, subsecretário de Infraestrutura; Tânia Loyola, subsecretária da Pessoa com Deficiência; Maurício Almeida, subsecretário de Educação; vereadora Iza Deolinda; e Datus Romann, diretor do Instituto Francês do Brasil no Rio de Janeiro

Curiosidade: O local onde está situada a E.M. Nice Mendonça de Souza e Silva, no bairro Venda da Cruz, que a partir do próximo ano abrigará a Escola Bilíngue Português/Francês, no século XIX foi moradia da família do Visconde Henrique Pedro Carlos de Beaurepaire-Roham, de origem francesa.




São Gonçalo, 09/05/2019

Fonte: Semed

Autor: Roberto Carneiro

Foto: Lucas Alvarenga

Base rodapé
Copyright® 2017 Portal do Município de São Gonçalo
© 2017 Prefeitura de São Gonçalo - Todos os direitos reservados.
| Conteúdo protegido pela Lei 9.610 de 19.02.1998. |
Rua Feliciano Sodré, 100 – Centro – SG. Cep: 24.440-440 Tel: 2199-6300
Horário de atendimento das 9h às 16h30min